O que é um switch e como pode melhorar o seu negócio?

Por 25 Fevereiro, 2021Notícias Tempo de leitura: 3 minutos

Conhecer os diferentes tipos de switches pode ser um passo na direção certa para potenciar o seu negócio e melhorar a infraestrutura de comunicação

Neste mundo que exige estar “hiperligado” e onde existem cada vez mais dispositivos que nos ajudam a assegurar e melhorar a nossa conectividade comercial, é normal que haja problemas quando se trata de os diferenciar. Os switches são equipamentos cuja principal utilidade é permitir a interligação de vários dispositivos à rede, tais como computadores, impressoras e servidores numa única infraestrutura através de cabos, para que possam partilhar informação entre eles. Estes dispositivos são frequentemente instalados em empresas para permitir uma utilização centralizada de todos os equipamentos ligados à rede e proporcionar uma maior eficiência energética.

  1. Switches com gestão: São altamente personalizáveis, permitindo a configuração de cada porta de acordo com as necessidades da rede do seu negócio. No segmento dos Swicth com gestão, existem vários níveis de acordo com a finalidade e locais nas infraestruturas de rede, nomeadamente os Switch Easy Smart, Smart e Managed. São muito fáceis de gerir e proteger contra muitas ameaças da rede, o que é essencial para proteger não só a sua informação sensível mas também a dos seus clientes. Um bom exemplo é encontrado nos Switches controláveis que integram a solução de rede Omada SDN, que permitem a gestão através da cloud ou software 100% centralizado, para ter tudo numa única interface a qualquer momento, em qualquer lugar. Fornecem ligações perfeitas para escritórios, hotelaria, educação e retalho, entre outros.
  2. Switches sem gestão: Não requerem qualquer tipo de configuração para a utilização inicial. Para os instalar, basta ligá-los à eletricidade, ligar os dispositivos e depois pode transferir dados entre eles sem complicações. É por isso que são conhecidos como “plug and play”. A sua gama não é tão ampla ou personalizada como os anteriores, pelo que são ideais para redes pequenas ou para expandir uma rede maior. A configuração por defeito oferece uma funcionalidade otimizada que evita os problemas de rede mais comuns.
  1. Switches PoE: Eles vieram para alterar as regras do jogo. A sua particularidade é que são construídos com tecnologia “Power over Ethernet”, que lhes permite enviar dados e eletricidade através do mesmo cabo Ethernet. São amplamente utilizados, mas tendem a ser a escolha mais popular para a alimentação de pontos de acesso sem fios para dispositivos IoT, soluções de vigilância e Wi-Fi empresarial, entre outros. Esta gama de Switch PoE, vai fornecer eletricidade dedicada e dados através do cabo Ethernet para funcionar, permitem reduzir significativamente os custos e o processo de instalação.

É importante ter em mente que um tipo de switch não é necessariamente melhor do que o outro, cada um tem características únicas que o tornam único e a escolha de uma ou outra opção deve basear-se nos requisitos de rede do seu negócio.

Para mais informações sobre o TP-Link, visite-nos em www.tp-link.pt ou siga-nos no Facebook, Instagram, Youtube e no blog TP-Link.

Comentar artigo